tenistas partem para circuito mundial

tenistas partem para circuito mundial


Nesta quinta (27), tenistas brasileiros se despediram do Centro de Treinamento de Rio Maior (Portugal), base da equipe durante a participação do projeto Missão Europa, promovido pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) em parceria com a Confederação Brasileira de Tênis (CBT). A ideia foi oferecer ao quarteto formado por Bia Haddad, Carol Meligeni, João Menezes e Thomaz Bellucci a oportunidade de treinar fora do Brasil durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Agora, João Menezes, atual número 188 do mundo, vai para a Itália participar de competição no saibro de Cordenons, a partir de 31 de agosto. O evento deve distribuir aproximadamente 88 mil euros em prêmios. O tenista brasileiro com a vaga mais bem encaminhada para os Jogos Olímpicos de Tóquio avaliou que o período em Rio Maior foi positivo, pois permitiu ver “também um grupo grande de atletas com o mesmo objetivo, que é a classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, a melhor preparação para chegar bem lá e com chances de brigar por uma medalha”.

Após o ouro na competição de simples no Pan de 2019, a única exigência para carimbar a vaga olímpica é que João Menezes apareça entre os 300 primeiros colocados do ranking mundial em junho de 2021.

Enquanto isso, Thomaz Bellucci, 287º no ranking mundial, segue para Suíça, onde disputa um torneio entre 31 de agosto e 6 de setembro. “Foram três semanas de aclimatação. Já estamos adaptados ao fuso horário, ao clima e agora é partir para a viagem. A intenção é competir na segunda-feira que vem”, afirmou o tenista.

Mulheres seguem em Portugal

Enquanto João e Thomaz seguem para outros países, Bia Haddad e Carol Meligeni continuam em Portugal por, pelo menos, mais duas semanas. A partir da próxima segunda-feira (31), a dupla começa a participar do torneio da cidade de Montemor-o-Novo, que distribuirá US$ 25 mil em prêmios. Na sequência, irão para Figueira da Foz, a partir do dia 7 de setembro, para disputar o torneio local. As duas competições serão no piso rápido.

“Em uma situação normal, talvez não viéssemos para cá. Então foi muito bom saber que temos esse polo de concentração na Europa, com outras modalidades, e evoluir para os objetivos que todos têm em comum”, disse Carol Meligeni, 4ª colocada no ranking nacional.

Já a paulista Bia Haddad comentou seu retorno às competições internacionais após 15 meses afastada por doping: “É um momento diferente, tem um friozinho na barriga a mais, por todos os meses fora, e estou muito animada, motivada e saudável. Então, tem tudo para ser um bom restinho de ano para mim”.



Source link

Deixe uma resposta