Polícia prende suspeito de incêndio em estúdio de animação japonês | Pop & Arte

  • Post Author:
  • Post Category:Sem categoria
  • Post Comments:0 Comentários


“Prendemos Shinji Aoba, 42, por suspeita de ter matado 36 pessoas por incendiar o Kyoto Animation Study 1 (Kyoani) em 18 de julho de 2019”, disse um porta-voz da polícia à AFP.

Ele também é suspeito de tentativa de assassinato de outras 34 pessoas feridas no incêndio e de ter violado a lei japonesa sobre armas, porque foi visto com facas nas vias públicas, acrescentou o porta-voz.

Shinji Aoba foi preso logo após o incêndio, mas por ter sofrido queimaduras graves, foi hospitalizado e passou várias semanas em coma.

Ele ainda está se recuperando, mas a polícia montou um centro médico em uma delegacia para interrogatório, segundo a televisão pública da NHK.

Segundo várias testemunhas, o suspeito invadiu o prédio do estúdio, derramou gasolina e lançou fogo, gritando “Você vai morrer”. O motivo do ataque é desconhecido.

O que se sabe é que Aoba nunca teve contato com o Kyoto Animation, mas supostamente acusou o estúdio de roubar uma ideia sua de roteiro.

Segundo a imprensa, ele sofre de uma doença mental e, em 2012, cometeu um assalto em um supermercado pelo qual foi condenado a mais de três anos de prisão.

A tragédia do Kyoani repercutiu no Japão e no exterior, pois o estúdio tinha muitos funcionários jovens, especialmente mulheres.

Esses profissionais carregavam “a indústria de animação japonesa nos ombros …”, disse o presidente da empresa, Hideaki Hatta, após o ataque.

Fundado em 1981, o Kyoani produzia desenhos animados inspirados em mangá, como “Munto”, “Lucky Star”, “Melancholy de Haruhi Suzumiya” ou “K-ON!”.

Arte do incêndio na Kyoto Animation — Foto: Rodrigo Sanches/ Arte G1

Homem ateia fogo em estúdio de animação em Kyoto

Homem ateia fogo em estúdio de animação em Kyoto



Fonte

Deixe uma resposta