Obras em duas grandes escolas municipais do sul de Ilhabela estão quase prontas

Obras em duas grandes escolas municipais do sul de Ilhabela estão quase prontas


As aulas nas escolas da rede municipal de Ilhabela serão realizadas em condições muito melhores nos próximos meses, quando ficarão prontas as obras de construção de um novo prédio, recuperação de outra grande escola que estava interditada; além de uma dezena de reformas, ampliações e adaptações que foram concluídas ou estão em fase final.

Nessa lista, que amplia significativamente a capacidade de atendimento à demanda, estão dois grandes prédios que logo estarão à disposição dos alunos do sul da ilha, a construção da nova Escola Municipal Luiza Aparecida de Souza Tangerino, no bairro Itapecerica, e a recuperação e reforma do prédio da E.M. Anna Leite Julião Torres, no Bexiga.

A construção da nova escola “Luiza Tangerino”, agora com 970 m², substitui um antigo prédio da década de 80, que possuía apenas 270 m². Antes da reforma a escola atendia apenas 30 alunos e quando estiver pronta terá capacidade para atender até 200. A nova instalação receberá os alunos de Ensino Infantil da região do São Pedro ao Borrifos, com moderna estrutura, salas adaptadas às crianças de creche e ensino infantil. São oito salas de aula, seis para creche (duas de 0 a 1 ano e duas de 1 a 2 anos) e duas de fases (de 4 a 6 anos). Com a demolição do antigo prédio, as crianças haviam sido transferidas para a E.M. Natã Ugo Soares Domingos, no São Pedro.

A recuperação e reforma do prédio da E.M. Anna Leite Julião Torres, uma das maiores do sul do arquipélago, também entrou na reta final. Recebeu serviços de troca de piso do pátio, corredores, construção de muro de arrimo, substituição de telhas, pintura, entre outros. A escola, interditada por medida de segurança após apresentar problemas estruturais, terá alunos do ensino Fundamental II (6º o 9º) e também do Ensino Médio (jovens de 15 a 17 anos), em parceria com o governo do Estado de São Paulo, para atender reivindicação da comunidade, que solicitava duas salas do 1º ano, uma do 2º ano e uma do 3º ano.

Muito mais

A lista é muito maior que essas duas unidades e segue de norte ao sul, com obras prontas, em conclusão e em andamento. Exemplo de prédio pronto é a E.M. Prefeito Leonardo Reale, no bairro Armação, que recebeu cinco novas salas, o que permitiu atender a antiga reivindicação da comunidade do norte da ilha, de trazer o grupo de alunos do ensino fundamental II (do 6º ao 9º ano) para estudar no seu bairro. Agora a escola atenderá 231 crianças. Antes os alunos saíam para estudar na escola do Saco da Capela, E.M. Mércia dos Nascimento Dias.

Outros exemplos de prédios praticamente concluídos e já em condição de receber aulas, mesmo com as obras externas, são as escolas Professora Ophélia Reale Montanhesi, no Itaguaçu, e a Prefeito Eurípedes da Silva Ferreira, ambas na região central. Na Ophélia, a obra foi de reforma, ampliação e construção de um grande muro de arrimo com pedras, do lado de fora, com o objetivo de evitar desmoronamento do barranco de sustentação da estrutura. Foram realizadas reformas em todas as salas, troca do piso por porcelanato e ampliações da secretaria, cozinha e a construção de mais uma sala, além de reforço na estrutura do telhado, troca e instalação de calhas, pintura geral, construção de lavanderia e dois banheiros, etc.

Na E.M. Prefeito Eurípedes da Silva Ferreira, que funciona em período integral (fora da pandemia da Covid-19) falta apenas a obra externa, de ampliação de salas, porque já foram concluídos os serviços de aumento da cozinha, reforma dos banheiros, troca de piso e pintura das salas.

Foram realizadas ainda obras de reformas e melhorias em muitas outras unidades escolares, como a Thereza de Freitas Vidal, Waldemar Belisário, Nilce Signorini, Ruth Cardoso, Antonio Marques, etc.

E as escolas das comunidades tradicionais também foram beneficiadas, por meio da reforma geral e ampliação da E.M. Professor João Antonio Cesar, na Praia Mansa; reforma da E.M. Nilce Terezinha Salinas, na Ilha da Vitória, e reforma e ampliação da E.M. Vereador José Donizete da silva, na Praia da Fome.

O secretário de Educação, João Paulo de Souza, falou sobre as obras. “O novo prédio, a recuperação da Anna Leite, as ampliações e reformas, em todo o município transformarão o ambiente escolar ainda mais adequado”. Destacou.

A prefeita Maria das Graças Ferreira dos Santos Souza, a Gracinha, comentou os investimentos de ampliação e melhoria da estrutura da rede municipal de ensino. “Todas essas obras permitirão melhorar as condições de ensino em Ilhabela e tornarão o ambiente escolar ainda mais adequado”. Afirmou.

Fonte: PMI



Litoral Em Pauta

Deixe uma resposta