Jorge Aragão ‘atravessa’ o samba com single sobre feminicídio | Blog do Mauro Ferreira

Jorge Aragão ‘atravessa’ o samba com single sobre feminicídio | Blog do Mauro Ferreira

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post comments:0 Comentários


“Porque não se resguardar se houver suspeita?”, questiona Jorge Aragão em verso do samba Ninguém vale dor e despedida, lançado pelo cantor e compositor carioca em single apresentado na sexta-feira, 5 de junho. “Seja mais leal à tua vida”, receita o artista em outro verso da letra desse samba em tom menor composto por Aragão em parceria com Mauro Jr. e Xande de Pilares.

Em que pesem as boas intenções dos compositores ao tocarem na questão do feminicídio para versar sobre “o respeito e a valorização da vida da mulher, com mensagem de conscientização e esperança”, como sublinha nota enviada à imprensa pela distribuidora digital ONErpm com a notícia do single, há nítido erro no enfoque adotado pelos sambistas para abordar tema que vem chamando a atenção da sociedade brasileira pelo intolerável aumento de assassinatos de mulheres por homens.

Ao longo da letra de Ninguém vale dor e despedida, os compositores Jorge Aragão, Mauro Jr. e Xande de Pilares receitam ações e emoções para mulheres às voltas com a violência masculina. Como se estivesse somente nas mãos dessas mulheres – únicas vítimas desse tipo hediondo de crime – o poder de evitar a violência enraizada em sociedade machista. Como se elas contribuíssem para o próprio assassinato ao adotar determinado tipo de comportamento diante da iminência do crime.

Capa do single ‘Ninguém vale dor e despedida’, de Jorge Aragão — Foto: Divulgação / ONErpm

O grande problema da letra injusta de Ninguém vale dor e despedida – samba já em si pouco inspirado… – é que ela parece jogar sobre os ombros das mulheres parte da responsabilidade pelo feminicídio em vez de direcionar o recado para os homens criminosos que o praticam, estes, sim, os verdadeiros culpados pela escalada da violência contra a mulher no Brasil.

Encerrada com o inacreditável verso “Seja então Odara…”, a letra de Ninguém vale dor e despedida deixa a impressão de que a mulher é morta porque lhe faltou autoestima e/ou a capacidade de fugir de situação de violência quando, na realidade, como mostram as reportagens sobre o tema, as vítimas dos feminicídios muitas vezes tentam em vão fugir do algoz e não raro denunciam a iminência do crime, só que nem sempre são ouvidas com a devida atenção. E, quando não denunciam, é porque se sentem acuadas pelo agressor, em situação de extrema vulnerabilidade.

Por mais que a intenção tenha sido boa e que os compositores sempre tenham estado do lado do povo brasileiro, Jorge Aragão, Mauro Jr. e Xande de Pilares atravessaram o samba com o single Ninguém vale dor e despedida.

♪ Eis a letra do samba Ninguém vale dor e despedida, tal como reproduzida no canal oficial de Jorge Aragão no YouTube:

Ninguém vale dor e despedida

(Jorge Aragão, Xande de Pilares e Mauro Jr.)

Quando é verdadeiro amor, se entrega e se respeita

Isso é o que sempre se vê na tela da TV

Por que não se resguardar assim que houver suspeita?

Se tocar em não virar notícia pra se ler

Seja mais leal à tua vida

Ninguém vale dor e despedida

Certamente mais alguém te amará

Filhos, mãe, irmãos, tua família

Olhe bem no espelho e então me entenderá

Veja teu sorriso o que refletirá

Ame a si, somente a si e tudo valerá

Vamos combinar, o amor até pode morrer, não você em seu lugar

Única e primeira opção tem que ser tua vida e ávida

Odeia apanhar homem que brinca de bater

Mata mas não quer morrer



Fonte

Deixe uma resposta