Ilhabela vive momento histórico com assinatura do contrato com a Sabesp

Ilhabela vive momento histórico com assinatura do contrato com a Sabesp


A prefeita de Ilhabela, Maria das Graças Ferreira, a Gracinha, assinou nesta semana, o contrato com a Sabesp (Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo), e vive momento histórico com a população resolvendo a questão da universalização de água e coleta e tratamento de esgoto.

O momento traz grandes expectativas para toda a população do município que ansiava para a solução do problema, que foi solucionado em pouco mais de um ano. “É um momento histórico e extremamente importante. Ilhabela conseguiu firmar um contrato diferenciado dos demais municípios e atender as reivindicações da sociedade civil, apresentadas nas audiências públicas. Com o novo contrato reduziremos o prazo da universalização do saneamento de trinta para seis anos, por meio da aplicação de recursos reservados pela prefeitura. A renovação representa um grande avanço e permitirá fazer os grandes investimentos em tratamento de esgoto e água para assegurar mais preservação e melhor qualidade de vida ao arquipélago”, destacou, Gracinha.

O contrato prevê investimentos de cerca de 200 milhões por 30 anos e a universalização de água e esgoto em seis anos, tempo inferior a contratos firmados com outros municípios que giram em torno de 8 a 12 anos. A construção do documento foi resultado de diversas audiências com grande participação da população, representantes da sociedade civil e autoridades, que expressaram suas dúvidas, sugestões e fizeram suas ponderações à Prefeitura e a Sabesp.

Para o secretário de Meio Ambiente, Eduardo Hipólito do Rego, a participação da população foi realmente importante para a contratação da Companhia. “Precisamos acreditar que é um avanço, já que em nenhum outro município houve tanta participação da sociedade civil e boa parte das contribuições, foi acatada. Mas o trabalho mais difícil começa agora: projetos, obras e cronogramas de implantação devem ser cobrados, para que a qualidade esperada saia do papel”, declarou.

Gracinha falou dos investimentos realizados com recursos da prefeitura para acelerar a qualidade do saneamento. “Até aqui já investimos em 25 quilômetros em rede coletora no sul da ilha, seis elevatórias de esgoto, duas estações de tratamento de água, na região central e sul, com capacidade para mais três milhões de litros de água tratada; o projeto executivo da estação terciária da Feiticeira (a construção será licitada); e também investimentos nos 15 núcleos de regularização fundiária”, destacou a prefeita, que renovou o compromisso de continuar a investir em todos os locais que o contrato não deverá atender, caso das comunidades tradicionais, onde a prefeita confirmou que o saneamento será feito com recursos exclusivos da Prefeitura.



Litoral Em Pauta

Deixe uma resposta