Elba Ramalho ‘acende a fogueira’ de álbum gravado ao vivo em festa de São João | Blog do Mauro Ferreira

Elba Ramalho ‘acende a fogueira’ de álbum gravado ao vivo em festa de São João | Blog do Mauro Ferreira

  • Post Author:
  • Post Category:Sem categoria
  • Post Comments:0 Comentários


♪ Na noite de 23 de junho de 2019, Elba Ramalho foi uma das atrações da programação de shows da festa de São João de Campina Grande (PB).

Em apresentação que totalizou três horas e meia de duração, entrando pela madrugada de 24 de junho, a cantora paraibana deu voz a quase 50 músicas, encadeadas em roteiro animado que abriu espaço para as intervenções de convidados como os cantores Rogério Flausino, Toni Garrido, Wilson Sideral e Zélia Duncan, entre outros nomes.

Com a intenção de celebrar os 40 anos de carreira fonográfica, iniciada em 1979, Elba fez o registro audiovisual desse show apresentado na festa alardeada como a maior do circuito nordestino de São João.

Capa do single ‘Forró pesado / É proibido cochilar’, de Elba Ramalho — Foto: Divulgação

Um ano depois da gravação, a cantora lança single que oferece a primeira amostra da gravação ao vivo do show captado no São João de Campina Grande – evento no qual Elba sempre marca presença anual – diante de público estimado em 100 mil pessoas.

Disponível nas plataformas desde quarta-feira, 10 de junho, em edição da gravadora Deck, o single inicial do junino álbum ao vivo de Elba apresenta medley que agrega Forró pesado (Assisão e Lindolfo Barbosa, 1975) – música propagada na gravação do Trio Nordestino – e É proibido cochilar (Antonio Barros, 1970), composição popularizada em registro fonográfico do grupo Os 3 do Nordeste.

Sem seguir linha retrospectiva, o roteiro do show de Elba no São João de Campina Grande incluiu músicas até então nunca gravadas pela cantora, casos de No lume da fogueira (Missinho, 1986) e de Vamos pra fogueira (Ferreira Filho, Cláudio Mello e Rômulo César, 1998), sucessos juninos das bandas Chiclete com Banana e Mastruz com Leite, respectivamente.

Elba Ramalho em cena, em junho de 2019, no show de Campina Grande em que cantou sucesso da banda Mastruz com Leite — Foto: Iara Alves / G1

♪ Eis as músicas do roteiro seguido em 23 e 24 de junho de 2019 por Elba Ramalho na gravação audiovisual do show da cantora no São João de Campina Grande, na Paraíba:

1. Paraíba, meu amor (introdução) (Chico César, 1997)

2. Olha pro céu (Luiz Gonzaga e José Fernandes, 1951)

3. No lume da fogueira (Missinho, 1986)

4. Fogaréu (Walter Queiroz, 1984)

5. Vamos pra fogueira (Ferreira Filho, Cláudio Mello e Rômulo César, 1998)

6. Me diz, amor (Accioly Neto, 2000)

7. De mala e cuia (Flávio Leandro e Enok Virgulino, 2001)

8. Você endoideceu meu coração (Nando Cordel, 1986)

9. Forró pesado (Assisão e Lindolfo Barbosa, 1975)

10. É proibido cochilar (Antonio Barros, 1970)

11. Festa do interior (Moraes Moreira e Abel Silva, 1981)

12. Pagode russo (Luiz Gonzaga e João Silva, 1947)

13. Amor perfeito (Michael Sullivan, Paulo Massadas, Lincoln Olivetti e Robson Jorge, 1986)

14. Meu cenário (Petrúcio Amorim, 1997)

15. A vida do viajante (Luiz Gonzaga e Hervê Cordovil, 1953)

16. Numa sala de reboco (Luiz Gonzaga e Zé Marcolino, 1965)

17. A natureza das coisas (Accioly Neto, 2007) – com Zélia Duncan

18. Alma (Arnaldo Antunes e Pepeu Gomes, 2001) – Zélia Duncan

19. Vem morena (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1950) – com Zélia Duncan

20. Gostoso demais (Dominguinhos e Nando Cordel, 1986) – com Liv Moraes

21. Eu só quero um xodó (Dominguinhos e Anastácia, 1973) – com Liv Moraes

22. Anjo querubim (Petrúcio Amorim, 1989) – Liv Moraes

23. São João na roça (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1952)

24. Riacho do navio (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1955)

25. Espumas ao vento (Accioly Neto, 1997) – com Agnes Nunes

26. Chão de giz (Zé Ramalho, 1978) – com Agnes Nunes

27. Sebastiana (Rosil Cavalcanti, 1953)

28. Forró do xenhenhém (Cecéu, 1985)

29. Feira de Mangaio (Sivuca e Glória Gadelha, 1977)

30. Onde você mora? (Nando Reis e Marisa Monte, 1994) – com Toni Garrido

31. Abri a porta (Gilberto Gil e Dominguinhos, 1979) – comToni Garrido

32. Girassol (Toni Garrido, Da Ghama, Lazão, Bino Farias e Pedro Luís, 2002) – com Toni Garrido

33. A sombra da maldade (Toni Garrido e Da Ghama, 1994) – com Toni Garrido

34. Xote dos milagres (Tato, 2000)

35. Sonífera ilha (Branco Mello, Marcelo Fromer, Tony Bellotto, Carlos Barmack e Ciro Pessoa, 1984)

36. Cometa mambembe (Carlos Pita e Edmundo Carôso, 1983)

37. De volta pro aconchego (Dominguinhos e Nando Cordel, 1985) – com Wilson Sideral

38. Esperando na janela (Targino Gondim, Manuca Almeida e Raimundinho do Acordeom, 2000) – com Rogério Flausino

39. Maria Maria (Milton Nascimento e Fernando Brant, 1976) – com Wilson Sideral e Rogério Flausino

40. O sol (Antônio Julio Nastácia, 2003) – Wilson Sideral e Rogério Flausino

41. Fácil (Rogério Flausino e Wilson Sideral, 1998) – Wilson Sideral & Rogério Flausino

42. Além do horizonte (Roberto Carlos e Erasmo Carlos, 1975) – Wilson Sideral & Rogério Flausino

43. Teresinha (Chico Buarque, 1977) – com Toni Garrido, Wilson Sideral e Rogério Flausino

44. Banho de cheiro (Carlos Fernando, 1981)

45. Eva (Umberto Tozzi e Giancarlo Bigazzi, 1982, em versão em português de Marcos Ficarelli, 1983)

46. Frevo mulher (Zé Ramalho, 1979)

47. Bodocongó (Humberto Teixeira e Cícero Nunes, 1950)



Fonte

Deixe uma resposta