Cabrera, produtor que apostou na latinidade do sertanejo, apronta álbum autoral e colaborativo | Blog do Mauro Ferreira

Cabrera, produtor que apostou na latinidade do sertanejo, apronta álbum autoral e colaborativo | Blog do Mauro Ferreira

  • Post Author:
  • Post Category:Sem categoria
  • Post Comments:0 Comentários


♪ Nascido em Montevidéu em 1980, o compositor e produtor musical uruguaio Augustro Cabrera Noble – conhecido como Cabrera no universo pop brasileiro – completa 40 anos de vida em 2020.

Destes 40 anos, dez foram dedicados à atuação nos bastidores da indústria fonográfica em escalada de sucesso iniciada há exatamente uma década quando a dupla Zezé Di Camargo & Luciano incluiu no álbum Double face (2010) uma composição de Cabrera, Eres todos los extremos, parceria do artista uruguaio com Lucas Robles.

A partir da gravação dessa música por Zezé Di Camargo & Luciano, Cabrera começou a atuar progressivamente no universo sertanejo, tendo sido um dos produtores musicais que apostaram de forma pioneira na adição da latinidade de ritmos como bachata e reggaeton na mistura pop sertaneja nacional.

A ligação com o universo sertanejo se estendeu para o mundo do funk, o que explica as presenças de várias estrelas do gênero, como Jerry Smith e Ludmilla, no time de convidados de Cabrera conexión, álbum autoral e colaborativo gravado por Cabrera para ser lançado neste ano de 2020.

Anunciado em maio com o single Tchuky tchuky, gravado por Cabrera com as adesões do funkeiro brasileiro Jerry Smith e da dupla porto-riquenha de reggaeton Jowell & Randy, o álbum Cabrera conexión já tem um segundo single em rotação desde sexta-feira, 5 de junho. Trata-se de Tua raivinha, composição de Cabrera em parceria com Filipe Escandurras, Joey Montana, Luã Freitas e Paula Costa. A música foi gravada pelo produtor com Ludmilla e com Joey Montana, cantor panamenho de reggaeton.

Capa do single ‘Cabrera conexión’, de Cabrera com Ludmilla e Joey Montana — Foto: Divulgação

Residente em São Paulo, Augusto Cabrera tenta ficar à frente dos holofotes no Brasil com esse disco apresentado após uma década de sucesso como produtor de gravações bem-sucedidas de cantores como Gusttavo Lima, Eduardo Costa, Claudia Leitte e Simone & Simaria, entre outros nomes.

Contudo, Cabrera já tinha uma história musical no Uruguai quando decidiu migrar para o Brasil. Estudante de piano na infância, o artista montou banda na adolescência, Abner, com repertório religioso, mas tocado no tom caliente dos ritmos latinos.

Toda essa vivência musical na terra natal credenciou o produtor a reconectar a música sertaneja com os ritmos latinos-americanos, refazendo elo iniciado nos anos 1940 quando as guarânias paraguaias e os ritmos bolivianos ajudaram a dar o tom da música caipira produzida naquela década em que o gênero começou a se consolidar no mercado.

Síntese de toda a história do artista, o álbum Cabrera conexión também traz a rapper Cynthia Luz, a cantora Claudia Leitte e a dupla Diego & Victor Hugo no vasto time de convidados.



Fonte

Deixe uma resposta