Babu Santana exalta ‘Morrão’ do Vidigal em single de Papatinho | Blog do Mauro Ferreira

Babu Santana exalta ‘Morrão’ do Vidigal em single de Papatinho | Blog do Mauro Ferreira

  • Post Author:
  • Post Category:Sem categoria
  • Post Comments:0 Comentários


♪ Babu Santana já teve compromisso na agenda musical na semana seguinte em que, eliminado da 20ª edição do programa Big Brother Brasil (TV Globo), o artista saiu da casa do BBB 20 e retomou a vida de antes, mas com a visibilidade ampliada em todo o país.

Dias após ter deixado o confinamento necessário para participar do reality show, o cantor e ator carioca foi ao estúdio Papatunes Records, mantido pelo produtor musical Papatinho na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro (RJ), e pôs voz na música Morrão, trap-funk que faz crônica do cotidiano na comunidade carioca do Vidigal.

“Gata, vem dançar comigo nesse som”, propõe Babu, com a propriedade de quem passou parte da vida no Vidigal, onde integrou o grupo de teatro Nós do Morro.

O trap-funk Morrão veio ao mundo na forma de single lançado na sexta-feira, 12 de junho. Só que, a rigor, Morrão é single de Papatinho – mentor do grupo carioca de rap Cone Crew Diretoria, para quem não liga o nome ao som – em que Babu Santana aparece como convidado ao lado do rapper carioca L7nnon.

Capa do single ‘Morrão’, de Papatinho com Babu Santana e L7nnon — Foto: Divulgação / Warner Music

Coube a L7nnon rimar na batida do rap da gravação dessa música inédita que gerou clipe produzido com imagens aéreas da favela do Vidigal e com takes do cotidiano das ruas da comunidade, nas quais se vê fios embolados, crianças e pipas.

No clipe, o beat de Morrão é detonado quando Babu, ao apertar o botão de boombox vintage, começa a cantar o verso-refrão-convite “Gata, vem dançar comigo nesse som”. A partir daí, o clipe também foca Papatinho, com pad MPC na mão, cruzando becos e casas do Vidigal enquanto L7nnon aparece em laje da favela.

Morrão integra o repertório de Workaholic, primeiro álbum de Papatinho, nome artístico do DJ e produtor musical carioca Thiago da Cal Alves.

Preparado pelo artista desde 2018, ano que Ludmilla fez participação na gravação da música Meu baile (lançada em single em agosto daquele ano de 2018), o álbum Workaholic já rendeu singles como o trap-funk Me faz um favor, gravado por Papatinho com MC Roger e com os rappers Orochi e Xamã. Esse single foi apresentado em janeiro deste ano de 2020.

Antes previsto para ser lançado em março, o álbum Workaholic foi feito para jogar luz sobre Papatinho, beatmaker carioca que já formatou gravações das maiores estrelas da atual geração do funk fluminense.



Fonte

Deixe uma resposta