Artistas homenageiam George Floyd e condenam racismo nos EUA; veja repercussão | Pop & Arte

Artistas homenageiam George Floyd e condenam racismo nos EUA; veja repercussão | Pop & Arte

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post comments:0 Comentários


O ex-segurança George Floyd, que tinha 40 anos, foi levado inconsciente por uma ambulância logo após a abordagem policial e foi declarado morto ao chegar no hospital, em 25 de abril.

Beyoncé disse no Instagram: “Precisamos de justiça para George Floyd. Todos testemunhamos seu assassinato em plena luz do dia. Estamos despedaçados e com nojo. Não podemos normalizar essa dor. Não falo apenas com pessoas de cor; se você é branco, preto, pardo ou qualquer outra coisa, tenho certeza de que você não tem esperança com o racismo que está acontecendo nos Estados Unidos no momento. Chega de assassinatos sem sentido de seres humanos … não podemos mais desviar o olhar. ” Beyoncé também compartilhou links para campanhas por justiça para Floyd.

Oprah Winfrey, apresentadora:

“Como podemos nos adaptar a essa pandemia em que vivemos – ou a qualquer crise que apareça em nossas vidas? Esta semana, a nação está em um estado de agitação legítima depois de testemunharmos o assassinato de #GeorgeFloyd . Agora, a pergunta é: como nos adaptamos e evoluímos neste tempo de injustiça social?”

“Ver meu povo ser assassinado e linchado dia após dia me levou a um lugar pesado no meu coração!” A ponto de ficar longe das redes sociais, apenas para evitar ouvir novamente a agonia de gelar o sangue na voz de George Floyd, implorando repetidamente por sua vida!!! O olhar de prazer, a pura alegria e o clímax no rosto desse fanático, assassino, bandido, porco, vagabundo, Derek Chauvin, me assombra !! Eu não posso evitar isso”, escreveu Rihanna.

Miley disse que estava “brava, indignada e com o coração partido” pela morte de Floyd. Ela pediu aos fãs que usassem suas vozes. “Não podemos ficar de pé, precisamos fazer a nossa parte para tornar a justiça para todos uma realidade

A cantora rebateu a mensagem do presidente Trump aos protestos em Minneapolis. “Depois de alimentar o fogo da supremacia branca e do racismo por toda a presidência, você tem o poder de fingir superioridade moral antes de ameaçar a violência? ‘Quando o saque começa, o tiroteio começa’ ??? Vamos votar em novembro”, ela escreveu.

Lady Gaga, cantora e atriz:

“Estimulo as pessoas a falarem suavemente umas com as outras, falarem com paixão, inspiração e impressionarem a importância dessa questão até que os sistemas que nos mantêm doentes morram, em vez das pessoas que amamos.

Isso não é justiça. Esta é uma tragédia épica que define nosso país e existe há muito tempo. Estou triste. Estou com raiva. E usarei as palavras que encontrar para tentar comunicar o que precisa mudar da maneira mais eficaz e não violenta possível para mim.”

A cantora postou links no Instagram para campanhas antirracistas e escreveu. “Existem muitas maneiras de fazer sua voz ser ouvida. Assine a petição, pegue o telefone, converse com sua família, amigos e filhos. Se você é proprietário de uma empresa, faça uma declaração pública de apoio aos seus clientes, amigos e colegas de trabalho negros. Nós podemos ser a mudança. Temos que iniciar a conversa em nossos próprios círculos. ”



Fonte

Deixe uma resposta